segunda-feira, 19 de fevereiro de 2024

Treino pré mundial de 49er em Lanzarote

Gustavo Abdulklech e Nicolas Bernal chegaram no dia 5 de fevereiro em Lanzarote, Ilhas Canárias, Espanha, para um período intenso de treinos preparatórios para o Campeonato Mundial de Classe 49er que será realizado de 4 a 10 de março neste mesmo local.

Lanzarote é uma das ilhas do arquipélago das Ilhas Canárias, próxima da costa da África Ocidental, administrada pela Espanha, e conhecida pelo clima quente durante o ano todo. Por este motivo, é muito utilizada pelos velejadores da Europa para treinar no inverno.

Gustavo e Nicolas estiveram em Lanzarote no final de novembro de 2023, após a participação do Campeonato Europeu de 49er. Esta nova sessão de treinos é mais intensa e realizada em conjunto com o time espanhol  de Albert Torres & Elias Aretz.

O time Gustavo Abdulklech & Nicolas Bernal tem o apoio da Confederação Brasileira de Vela (CBVela), do IBMEC e do programa Bolsa Atleta do Governo Federal. Gustavo é velejador do Iate Clube do Rio de Janeiro (ICRJ) e tem o apoio da Marinha do Brasil. Nicolas é velejador do Yacht Club Santo Amaro (YCSA) e tem o apoio da EVAL.


segunda-feira, 22 de janeiro de 2024

Resultado do Mundial Junior de Match Race 2023

O quarto dia de regatas do 2023 World Sailing Youth Match Racing World Championship, disputado no Cruising Yacht Club of Australia (CYCA), Sydney, em veleiros Elliott 7m, foi reservado para as seguintes disputas das quartas de final:
  • Jeffrey Petersen (USA) x Tom Higgins (IRL)
  • Will Sargent (AUS) x Nicolas Bernal (BRA)
  • Robbie McCutcheon (NZL) x Ange Delerce (FRA)
  • Cole Tapper (AUS) x Timothee Rossi (FRA)

O time brasileiro composto por Nicolas Bernal, Gabriel Michaelis, Marcos Arndt, Bruna Patrício e Carolina Witsiers disputou o mata mata em melhor de 5 contra o experiente representante australiano Will Sargent, 4º do ranking mundial junior, velejador do clube sede e profundo conhecedor do veleiro Elliott 7 utilizado no campeonato.




Na primeira regata, disputada com vento fraco, entre 4 e 7 nós, o time brasileiro liderou com folga desde a largada, mostrando grande vantagem nessa condição de vento, vencendo a primeira das cinco disputas.

Após esta regata a organização suspendeu as regatas, aguardando o aumento do vento, mesmo com pouco mais de 5 nós presente. Após 1h 30 min de suspensão, as regatas retornaram agora com vento muito mais intenso, variando entre 18 e 26 nós.

Na segunda regata, o time australiano mostrou maior domínio do barco em vento forte, liderou a regata desde a largada e ganhou com grande vantagem. Já na terceira regata, o vento diminuiu um pouco e novamente o time australiano liderou desde a largada, mas ganhou com pouca folga.

A quarta regata foi muito disputada, com uma excelente largada da equipe brasileira, em uma disputa muito acirrada, montou em primeiro a boia de contra vento. A perna de popa também foi muito disputada, com a equipe australiana tomando um pênalti, e com ambos montando junto cada boia do gate. Na primeira cruzada a equipe australiana cruzou na frente, mantendo a marcação até próximo à boia quando cumpriu o pênalti, permitindo a montagem da boia de contravento em primeiro pela equipe brasileira, que abriu alguns barcos de distância da equipe australiana até a linha de chegada.

Chegada da 4ª regata.

Com a disputa em 2 x 2, a disputa foi para a última regata. O vento voltou a aumentar e durante a pré-largada os dois veleiros da outra regata perderam o controle muito próximo à posição onde estavam. Na largada ambos estavam muito próximos, mantendo empatados até o meio da regata. Mas a partir deste momento o time australiano mostrou conseguiu mais desempenho montando a boia de contravento em primeiro e mantendo a liderança até a chegada.

O resultado das disputas das quartas de final foram:

  • Jeffrey Petersen (USA) 3 x 1 Tom Higgins (IRL)
  • Will Sargent (AUS) 3 x 2 Nicolas Bernal (BRA)
  • Robbie McCutcheon (NZL) 2 x 3 Ange Delerce (FRA)
  • Cole Tapper (AUS) 3 x 2 Timothee Rossi (FRA)
Com esse resultado, a equipe brasileira terminou na 8ª colocação o campeonato.

O dia seguinte, último dia de regatas, com vento entre 8 e 11 nós, iniciou com as disputas das regatas semifinais, com os seguintes resultados:
  • Jeffrey Petersen (USA) 0 x 3 Ange Delerce (FRA)
  • Will Sargent (AUS) 1 x 3 Will Sargent (AUS)
Em seguida, na grande final disputada entre Tapper (AUS) e Delerce (FRA) foram realizadas as 5 regatas com o seguinte resultado:
  • Cole Tapper (AUS) 2 x 3 Ange Delerce (FRA)
Assim, após cinco dias de regatas no porto de Sydney, o time francês com Ange Delerce, Julia D´amodio, Julien Bunel, Corentin Goulon e Erwang Felio conquistou o Campeonato Mundial Junior de Match Race 2023.


Mais informações:

Nicolas Bernal tem o apoio programa Bolsa Atleta do Governo Federal e da EVAL, empresa de tecnologia de proteção de dados. Bruna Patrício tem o apoio programa Bolsa Atleta do Governo Federal e da Marinha do Brasil.